RSS

Arquivo da tag: óleo

Como remover a mancha de óleo da garagem

oil-stain-64409_640

É sempre assim. Você retira o carro da garagem e percebe que tem uma mancha de óleo no chão, leva o carro na oficina para o concerto e após retornar com o veículo para a garagem a mancha permanece lá. Elas são difíceis de remover e enfeiam o ambiente. Por isso, separei algumas dicas para você retirá-las. Você vai precisar de alguns ingredientes como, por exemplo, cimento e hipoclorito de sódio.

Removendo manchas pequenas

Para este caso você irá precisar de:
– benzina, hexano, água raz mineral, querosene ou thinner.
– Jornal velho
– Detergente
– Hipoclorito de sódio

Coloque sobre a mancha o querosene, ou outro solvente citado acima, e deixe de molho por alguns instantes. Em seguida coloque o jornal em cima e deixe secar. Lave o local com uma mistura de água fria, detergente e 50ml de hipoclorito de sódio.
Repita a ação até a mancha ser removida.

Removendo uma poça de óleo

A remoção da poça de óleo é mais simples do que você imagina. Você irá precisar apenas de um pouco de cimento em pó.
Coloque o cimento em cima da poça e deixe absorver. Depois varra com uma vassoura e aplique a dica acima para eliminar a mancha que restou.

Imagem de Hans Braxmeier retirada do Pixelbay 
 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 dezembro, 2012 em Carros, Manutenção

 

Tags: , , , , ,

Verificando o nível do óleo

Verificar o nível do óleo é uma tarefa fácil, porém a maioria dos motoristas prefere deixá-la na mão dos frentistas.

Não que isso seja errado, mas na maioria das vezes, ele poderá acusar que o nível do óleo está baixo e então completar o mesmo. Aí é que está o problema. Se o frentista completar o óleo com um diferente do que está no seu veículo, haverá conflito nas propriedades químicas de fabricantes diferentes, o que prejudicará a vida útil do motor.

Aqui vão algumas dicas para você identificar o nível do óleo:

  1. Para verificar o nível do óleo é preciso identificar a vareta de óleo. Cada veículo possui uma característica diferente. É comum varetas na cor laranja ou amarela. Ao retirar a vareta de óleo, procure ser cauteloso, pois como na maioria dos carros a vareta e o cano são de plásticos, e com o passar do tempo o plástico vai ressecando, pode haver quebra do cano que veda a vareta de óleo. Muita cautela nessa hora;
  2. Depois que você retirou a vareta de óleo, limpe a ponta da vareta com um pano que não solte fiapos, pois ao retornar a vareta de óleo novamente ao motor pode haver fiapos presos na vareta, que poderá se misturar ao óleo e ser sugado pelo pescador de óleo, causando entupimento e comprometendo a lubrificação do motor;
  3. Depois de limpar a vareta de óleo volte novamente ao motor. Coloque até vedar totalmente com muita cautela para não forçar a peça de plástico. Retire a vareta novamente e verifique o nível do óleo;
  4. Procure identificar a marca mínima e máxima, se houver. Caso não haja, você deve procurar identificar a parte da vareta que está diferente do conjunto. Pode ser uma saliência com pontos rústicos, pode ser uma peça de plástico em destaque com vários pontinhos rústicos… Enfim, se tiver o manual do veículo será mais fácil achar.

Como saber qual o nível ideal de óleo?

O óleo deve estar entre a marca mínima e máxima. Mas se estiver muito próximo do mínimo poderá faltar óleo caso você esteja numa subida ou descida. O ideal é que esteja no meio até a marca máxima. Se estiver acima, ocorrerá sobre pressão, que danificará os retentores, onde vazará óleo, danificará também o catalizador, e poluirá mais o meio ambiente.

É normal que o óleo esteja sujo. Em uma troca de óleo recente, que o filtro de óleo foi trocado, (detalhe, toda troca de óleo troca-se o filtro também) ao dar a partida o óleo se misturará com o óleo nos dutos do motor, e também ao resto de óleo sujo que fica no cárter de óleo. Portanto essa história de que óleo preto está vencido é conversa. Caso você precise completar o nível de óleo, sempre coloque da mesma marca e do mesmo tipo, para não gerar conflito.

É recomendável que você efetue a troca do óleo a cada 1.000 ou 5.000 km. E lembre-se de que o prazo máximo para efetuar a troca é de até seis meses. Assista um vídeo (clique aqui) que indica a hora certa que a troca de óleo deve ser realizada.

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 dezembro, 2010 em Manutenção

 

Tags: , , , ,